Educação para a Cultura e para a Criatividade
Aniversário de Miguel Torga
Miguel Torga comemoraria hoje 106 anos.
12
AGO
2013

Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, nasceu no dia 12 de agosto de 1907 em São Martinho de Anta e foi um dos mais influentes poetas e escritores portugueses do século XX.

A infância de Miguel Torga foi passada entre Sabrosa, o Porto e o Brasil, onde trabalhou numa fazenda de café que pertencia a um tio. Em 1925 regressou a Portugal e em 1928 ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e publicou o seu primeiro livro de poemas, "Ansiedade".

Em 1929, com vinte e dois anos, começou a colaborar com a revista Presença, folha de arte e crítica, com o poema Altitudes. Em 1930 rompeu com a revista Presença por «razões de discordância estética e razões de liberdade humana». Nesse ano publicou o livro "Rampa", lançando, no ano seguinte, "Tributo e Pão Ázimo", e, em 1932, "Abismo".

Em 1933 concluiu a licenciatura e começou a exercer a profissão em terras transmontanas, pano de fundo de grande parte da sua obra.

A obra de Torga, de caráter humanista, traduz a sua postura contra as injustiças e seu inconformismo relativo aos abusos de poder. Reflete a sua origem aldeã, a experiência médica em contacto com a gente pobre e o valor que dá ao Homem como criador e propagador da vida e da natureza, fruto das suas vivências na serra, nas vinhas, nos campos.

Em 1940 publicou a obra "Bichos", em 1941 publicou "Contos da Montanha", em 1944 "Novos Contos da Montanha" e "Libertação", em 1945 "Vindima" e "Orfeu Rebelde" em 1958.

Miguel Torga faleceu em Janeiro de 1995, vítima de cancro. O seu nome, homenagem a Miguel de Cervantes e Miguel de Unamuno, será para sempre recordado como o poeta e o prosador do Portugal rural, das gentes, do humanismo.

Já leram algum livro de Miguel Torga? Qual é o vosso preferido? Se ainda não leram, procurem-no na biblioteca da escola ou numa biblioteca municipal.

< LISTA GERAL DE NOTÍCIAS