Educação para a Cultura e para a Criatividade
Diário da viagem de Vasco da Gama à Índia inscrito no Registo da Memória do Mundo da UNESCO
A UNESCO destaca a importância que a viagem do navegador português teve no desencadear de “uma série de acontecimentos que viriam a transformar o mundo”.
19
JUN
2013

O diário da primeira viagem de Vasco da Gama à Índia, propriedade da Biblioteca Pública Municipal do Porto, foi inscrito no Registo da Memória do Mundo da UNESCO.

O Diário foi escrito "por uma testemunha ocular que participou na viagem – que, através das suas descrições permite os leitores a sentir que eles próprios testemunham e participam na viagem –, é um documento único e insubstituível com relevância mundial ao representar, sem dúvida, um avanço decisivo na história da Humanidade”, pode ler-se na candidatura apresentada à UNESCO.

Trata-se da cópia mais antiga e única conhecida do texto original que se perdeu e cuja autoria é atribuída a Álvaro Velho, do Barreiro, que terá estado na primeira viagem de Vasco da Gama (1497-1499) . Para além do texto propriamente dito do Roteiro, o documento inclui ainda uma descrição de alguns reinos orientais, preços de especiarias e de outras mercadorias e um vocabulário da “linguajem de Calecut”.

O manuscrito faz parte do acervo da BPMP praticamente desde a sua fundação em 1834. Pertenceu à Biblioteca do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, mas uma ordem real permitiu às bibliotecas recolherem nos mosteiros e ordens religiosas os livros necessários para constituir o seu núcleo fundador.

O Diário está disponível para consulta no Arquivo Digital da Biblioteca Pública Municipal do Porto.

Fonte: Porto 24

< LISTA GERAL DE NOTÍCIAS