Educação para a Cultura e para a Criatividade
Sessão
Reflexão sobre o projeto "De Ponte em Ponte"
04 Abril 2013
Entidade
Promotora
Associação Porto Digital
Orientação
Marlene Rocha
Cátia Monteiro
Fotografias
Conhecem o verbo refletir? Sabem o que significa? Pensar com calma e mais de uma vez sobre determinado assunto... Meditar... Esta sessão foi dedicada à reflexão sobre o projeto "De ponte em Ponte".

De olhos fechados, enquanto saboreavamos um ovinho de chocolate, chamámos as nossas memórias e pensámos nas nossas vivências ao longo do projeto, na relação com os outros, nas aprendizagens e nos sentimentos. Para entrarmos em contacto com as nossas memórias e emoções precisamos de uma coisa muito importante - o silêncio.

Depois de uma breve reflexão, chegou o momento da partilha. Um a um contámos aos nossos colegas, à Marlene e à Cátia como estamos a viver este projeto. Temos aprendido muito sobre as pontes, sobre a história da cidade, a história da arte e sobre as técnicas de comunicação e de filmagem. Mas o contributo do projeto no nosso percurso vai além da aprendizagem. Vivemos momentos bem divertidos e de felicidade, que partilhámos com os nossos colegas e com a professora Carla Silva em todas as atividades e com os nossos familiares e amigos nas visitas à Casa do Infante e ao Museu Nacional de Soares dos Reis. Nestas visitas, juntos, aprendemos, divertimo-nos, descobrimos e trabalhámos, sempre com um sorriso e num ambiente de muito carinho, proporcionado pela presença dos pais, dos irmãos, dos avós e dos amigos.

Para a Beatriz o momento que mais a marcou foi a apresentação da turma à equipa da Memória Criativa através de imagens, porque aqui ficou a conhecer melhor os colegas. Já para o João foi a visita ao Museu Nacional de Soares dos Reis em família, no dia de aniversário do pai. A Alexandra sentiu uma sensação de liberdade no cruzeiro de barco pelas pontes. O Alyosha ficou feliz por experimentar o trabalho de arqueólogo na Casa do Infante, limpando fragmentos arqueológicos. Também a Francisca sentiu uma grande alegria na Casa do Infante quando, com os colegas, conseguiu reconstituir um vaso com vários fragmentos arqueológicos, resultado do trabalho em equipa. O trabalho em equipa, desta vez como museólogos e com a família também na Casa do Infante, foi novamente referido pelo Cristiano e pela Cláudia. Já o Afonso gostou de aprender as técnicas de entrevista e de filmagem.

Nesta sessão a sala de aula foi um lugar de encontro de emoções, dos sentidos e da memória. Mas nem todos conseguiram participar. Por isso, já que falamos de reflexão, deixamos algumas questões para refletirem sobre a sessão:
Por que razões nem todos os colegas conseguiram participar? Será que ouvimos os colegas? Respeitamos os outros? Mostramo-nos disponíveis para participar na sessão? Qual é a importância de ouvir os outros e de refletir para a formação da nossa personalidade e para o nosso crescimento?

< LISTA DE ACTIVIDADES