Educação para a Cultura e para a Criatividade
Sessão
Introdução à reportagem e à entrevista
31 Janeiro 2013
Entidade
Promotora
Associação Porto Digital
Orientação
Cátia Monteiro


Notícias, reportagens, entrevistas, filmagens... Esta sessão foi dedicada ao jornalismo. E porquê?, perguntamos nós muito curiosos, afinal de contas o projeto é sobre as pontes do Porto. Porque vamos fazer uma reportagem e realizar entrevistas!

Quais são as características do jornalismo? Factos, fontes, imparcialidade, isenção, pirâmide invertida... Tantas palavras e expressões novas! O que será que significam? Fomos ver ao dicionário e, juntando tudo, descobrimos que o jornalismo é uma atividade profissional que relata factos, ou seja acontecimentos reais, sempre com imparcialidade e isenção, ou seja sem que o jornalista dê a sua opinião ou tome partido de ideias ou pessoas.

Ficamos a saber que existem vários géneros jornalísticos, como as notícias, as reportagens e as entrevistas.
A notícia é um texto informativo, com a informação organizada sob a forma de pirâmide invertida. Pirâmide invertida? Triângulo a fazer o pino? Como? A pirâmide invertida é a estrutura da notícia. Ordena a informação de acordo com a ordem decrescente de importância, por isso os factos mais importantes aparecem no lead, o primeiro parágrafo. O lead deve responder as perguntas: o quê (o que aconteceu)?, quem?, quando?, onde?, como? e porquê?, de forma a que o leitor só através deste parágrafo fique a saber o que aconteceu.

E a reportagem? É muito diferente da notícia? A reportagem é também um texto informativo, mas informa de forma mais aprofundada, utilizando um estilo narrativo, mais descritivo e até mais humanizado. A reportagem conta uma história e leva os leitores a viver os acontecimentos. Para fazermos uma reportagem temos de investigar muito sobre o assunto, deslocarmo-nos ao local, fotografar, filmar e captar sons.

Ficámos muito entusiasmados com a ideia de fazermos entrevistas. Mas o que é necessário para se fazer uma boa entrevista? Mais uma vez, é preciso investigar sobre a pessoa que vamos entrevistar. Depois temos de fazer um guião, preparar as perguntas... Boas perguntas e originais! Depois só temos de deixar o nosso entrevistado confortável e de lhe colocarmos as questões, a começar pelas mais simples. Não se esqueçam de gravar sempre a entrevista!

Anotadas estas dicas dadas pela Cátia, chegou o momento de nos entrevistarmos uns aos outros. Como verdadeiros jornalistas e repórteres de imagem! Tantas perguntas! Tanta vontade de filmar e entrevistar! O resultado? Entrevistas de personalidade sobre os gostos e histórias pessoais e outras sobre a exposição de "Ponte em Ponte" e sobre a nossa vivência do projeto. Vejam o vídeo das entrevistas na próxima sessão aqui no site.

Esta foi a primeira preparação para a grande reportagem sobre as pontes do Porto, com entrevistas a arquitetos, historiadores, engenheiros e arqueólogos. Já sabemos o que temos de fazer para conseguirmos um bom trabalho: prepararmo-nos muito bem e investigarmos muito! Fiquem atentos às próximas sessões para acompanharem todo o processo de produção da nossa reportagem.

< LISTA DE ACTIVIDADES