Educação para a Cultura e para a Criatividade
PROJECTO na ESCOLA
PARCEIROS
Casa do Infante
A Casa do Infante é hoje um complexo de edifícios que foram sendo construídos para albergar os serviços da Coroa no Porto: Alfândega, Casa da Moeda e a Contadoria da Fazenda. A sua história remonta a 1325, quando o rei D. Afonso IV mandou construir o “almazem” régio, contra a vontade do Bispo, então senhor do burgo. A figura do Infante D. Henrique contribuiu para o prestígio do monumento. O nascimento do príncipe ocorreu a 4 de Março de 1394, segundo a tradição, na Alfândega Régia. Neste edifício encontra-se instalado o Arquivo Histórico Municipal do Porto. A classificação do imóvel como Monumento Nacional data de 1924. A Casa do Infante sofreu importantes obras de beneficiação entre 1958-1960 e 1998-2003. *Texto retirado do site oficial da Casa D.Infante - Site

Douro Azul
A beleza incomparável do Douro merece ser partilhada, explorada, sentida e apreciada. São estas características que estão na base da fundação da DouroAzul, empresa de cruzeiros fluviais do rio Douro. A empresa Ferreira & Rayford Turismo foi criada em 1993, com o objectivo de promover cruzeiros no Rio Douro com a exploração do Património envolvente, tendo adquirido em 1996 a empresa Douro Azul. A Douro Azul tem uma vasta frota, composta por réplicas de barcos Rabelos, iates e diversos navios-hotel. Desde a sua fundação que a Douro Azul assume a missão de disponibilizar por terra, água e ar meios capazes de tornar a experiência no Vale do Douro numa viagem de incomparável beleza.

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

Museu de História Natural da Escola Secundária Alexandre Herculano
O Museu de História Natural foi fundado no ano 2000 e é, desde 2002, o primeiro Museu desta área temática, aberto ao público, no norte do país. O espaço museológico correspondente à exposição permanente ocupa o primeiro andar da fachada principal do edifício da Escola Secundária de Alexandre Herculano. Este edifício é da autoria do arquiteto Marques da Silva, começou a ser construído em 1916 e iniciou a sua actividade como Liceu no ano letivo de 1921-1922. O património que, atualmente, faz parte do museu encontrava-se armazenado em várias salas do departamento de Ciências Naturais e era parcialmente utilizado nas aulas de Biologia e de Geologia. Dado o elevado valor das coleções, no ano 2000, os professores desta área disciplinar apresentaram um projeto de criação do “Museu de Ciências Naturais”, acompanhado do respetivo regulamento, para ser aberto à comunidade escolar e extra-escolar, que foi aprovado pela direção da escola. *Texto retirado do site oficial do MHNESCA - http://www.museuhistnat.eu/main/museu.php

Museu Nacional de Soares dos Reis
Reunindo as obras provenientes dos conventos extintos na sequência da Revolução Liberal, D. Pedro, Duque de Bragança, fundou em 1833, no Convento de Santo António da Cidade em S. Lázaro, o Museu Portuense de Pinturas e Estampas. Sendo o mais antigo museu público de arte do país, o crescimento das coleções determinou mudanças na sua designação tendo sido conhecido como Museu Portuense, Museu Soares dos Reis (em 1911) e Museu Nacional de Soares dos Reis (desde 1932), altura em que se instalou no atual edifício. O Museu expõe coleções de pintura e escultura dos séculos XIX e XX, assim como artes decorativas - cerâmica, ourivesaria, mobiliário, vidros, lapidária; tem sob a sua alçada a Casa Museu Fernando de Castro.