Educação para a Cultura e para a Criatividade
Sessão
A Casa do Infante vai à escola
12 Março 2012
Entidade
Promotora
Associação Porto Digital
Parceiro(s)
Casa do Infante
Orientação
Graça Lacerda
Quem foi o Infante?
Uma pessoa? Uma coisa? Um animal?

''1, 2, 3... Como é que te chamas?'' Com a ajuda do ursinho Infante apresentamo-nos à Drª Graça.

E podemos nós ser infantes? O que é um infante? Será que tem a ver com princípes e reis? Onde há um rei, mais tarde ou mais cedo, há uma rainha. Composta a família real necessitávamos das vestimentas típicas da época para encarnarmos as personagens. Coroas, coifas, penas, aventais... com os mais diversos adereços retrocedemos uns séculos e vivenciamos uma experiência passada.

Mas a pergunta impera: quem foi o infante D. Henrique? D. Henrique era um homem muito poderoso, como o atesta o título de Infante, que incitou as primeiras viagens expansionistas, ficando para sempre ligado à época dos Descobrimentos.

Nesta época eram muitos os animais que assombravam os nossos navegadores. Já ouviram falar no Adamastor? ''Metade homem, metade castor''? Fruto dos medos dos marinheiros portugueses, os monstros imaginários adquiriam as mais diversas formas, cores e falas.

A Graça trouxe-nos ainda a cópia de um foral de 1517 para testarmos as nossas habilidades visuais. Um documento escrito à mão pelos copistas que habitavam nos claustros dos mosteiros, com motivos da fauna e da flora marinha. O desafio? Descobrir e completar os nomes dos animais que lá existem.

Na Casa do Infante será que existem animais? Seremos capazes de os descobrir na próxima sessão?

< LISTA DE ACTIVIDADES