Educação para a Cultura e para a Criatividade
Teatro de Sombras: "Senhores da Natureza"

A Memória Criativa lançou um desafio à turma do 4º ano da Escola da Corujeira: encenar uma peça de teatro de sombras subordinada ao tema "Animais no Porto, na Arte e na Ciência".


Para isso tínhamos, antes de mais, de descobrir o que é um teatro de sombras, do que precisamos para o encenar e de conhecer os animais que habitam na cidade e nos museus. Para facilitar esta tarefa, pedimos ajuda a alguns especialistas de diversas áreas: música, teatro, História, artes plásticas, património e ciência.

Nas oficinas de sons aprendemos com a Irene Costa, o Tiago Ralha e o Tiago Candal a diferença entre ouvir e escutar, a usar microfones, a criar sons e a explorá-los.

Com a visita do Museu de História Natural da Escola Secundária Alexandre Herculano à escola e com a visita da escola ao museu, descobrimos o incrível mundo animal e da ciência. Entre mamíferos, aves, reptéis e dáfnias, fizemos experiências científicas e conhecemos mais de 800 espécies diferentes!

Com a Casa do Infante tivemos o privilégio de conhecer a família do Infante D. Henrique e viajar no tempo até ao período dos descobrimentos. Surpreendemo-nos com a quantidade de animais e alimentos que existem hoje em Portugal devido à expansão marítima dos portugueses.

Depois de vermos animais nos museus e na escola, fomos procurá-los nas praças e nos jardins da cidade. Descobrimos os leões alados da Fonte dos Leões, o leão e a águia do Monumento aos Heróis das Guerras Peninsulares e os pavões, galinhas e patos que fazem do Jardim do Palácio de Cristal a sua casa.

Nas oficinas de teatro de sombras, com o Walter Almeida, desvendámos os segredos das sombras e, entre muitos desenhos, recortes, colagens, pinturas, criámos as personagens e os cenários da nossa peça. Com a ajuda da professora Antónia escrevemos um texto poético que alertava para a consciência ambiental e para o respeito pelos animais e pelo património.

Depois de muitos ensaios, muito trabalho e muita dedicação chegou o dia da apresentação ao público da peça "Senhores da Natureza". No Rivoli, com uma plateia cheia de crianças, professores e educadores, as cortinas abriram e com elas a oportunidade de mostrar o resultado do trabalho de meses enquanto artistas plásticos, encenadores, "inspetores" de sons, guionistas e criativos.


< LISTA DE ACTIVIDADES