Educação para a Cultura e para a Criatividade
Sessão
Na escola - Matriz: o início da criação de um azulejo
25 Fevereiro 2011
Entidade
Promotora
Associação Porto Digital
Orientação
Walter Almeida


Com Vânia, do MNI, conhecemos a história da imprensa.
Com Maria Augusta, na visita ao Banco de Materiais e à cidade, descobrimos os azulejos do Porto.

Chegou o momento de criar o nosso próprio azulejo...de padrão!

Mas como fazer um azulejo que, várias vezes impresso, forme um padrão?
Pareceu-nos complicado por isso resolvemos chamar o Walter!

Verdadeiros detetives de memórias do passado, descobrimos o quanto tinhamos aprendido sobre azulejaria.
Relembrámos os tipos de azulejos... as suas funções... e a pintura pela técnica do stêncil!

Explorámos ainda a técnica de colografia. A partir de material desperdiçado, produzimos as mais variadas formas em cartão.

O desafio era criarmos um azulejo de padrão... geométricos, florais, ou a mistura dos dois.
O importante foi perceber a importância da simetria para a produção dos padrões.

Para nos demonstrar o efeito da matriz, o Walter presenteou-nos com um truque de magia (vejam o vídeo!).

Desta sessão ficou a satisfação de dever cumprido e o desejo de explorar estas matrizes na visita que iremos realizar ao Museu Nacional da Imprensa!

< LISTA DE ACTIVIDADES